Google
 

domingo, 18 de novembro de 2007

Grande começo para Rodolfo Correia

Rodolfo, actual jogador do Igreja Nova e treinador de juniores do Pêro Pinheiro estreou-se da melhor maneira à frente daquela equipa, no Distrital de Juniores da 1ª divisão - série 1, ao vencer na Portela de Sintra, o Sintrense por 2-0.

Luís Proença, treinador do Sintrense, comentou o jogo da seguinte forma, no blogue dos juniores do Sintrense:

Resultado injusto para uma equipa dizimada por lesões e castigos. Na semana em que Bebeto (melhor marcador da equipa) e Roque não puderam dar o seu contributo à equipa , e em que Parente a Duarte tiveram que abandonar prematuramente o jogo por lesão.
Sobrou a boa exibição do Sintrense e as oportunidades perdidas por alguma precipitação dos avançados da casa e a monumental exibição do guarda redes do Pêro Pinheiro, Nuno Macedo, jogador que integrou os trabalhos da equipa júnior do Sintrense trazido pela equipa técnica e que foi indicado como reforço para a temporada para colmatar qualquer problema ou impedimento de André Pacheco, mas cuja vinda para o clube (a custo zero para o Sintrense) não se concretizou por razões alheias à vontade dos treinadores...
De igual forma, o marcador do segundo golo do Pêro Pinheiro , o excelente Patrick Gomes e o promissor centro campista Staline , outros dos protagonistas da tarde de hoje , também integraram os trabalhos do plantel Sintrense e foram expressamente indicados para reforçar a equipa , mas à semelhança de Nuno Macedo, não ficaram no clube por razões a que os treinadores são alheios... Contas de outro rosário...
De qualquer forma a equipa técnica dos juniores do Sintrense , com a mesma frontalidade de sempre , ASSUME INTEGRALMENTE A RESPONSABILIDADE PELO RESULTADO NEGATIVO DE HOJE.

12 comentários:

Pedro disse...

Sempre a chorar, este treinador nao sabe aceitar uma derrota... Há sempre qualquer factor explicativo para o insucesso... deve ter a melhor equipa do mundo.
Enfim, manias das grandezas.

Anônimo disse...

Bom dia Pedro,

Li o teu comentário.Se quiseres oferecer-me uma caixa de lenços de papel pelo Natal ficava-te grato.

Aparece
Abraço rapaz
Luis Proença

Anônimo disse...

Olá Luis

Não posso deixar de te mandar um abraço nesta ocasião.
Já agora e porque conheci o Luis no Curso de Nivel I da Associação de Setúbal já lá vão uns anos não posse deixar de dizer quanto são injustos algumas das coisas que se tem dito sobre ele nalguns blogs e páginas da net. O Luis em pouco tempo tornou-se um dos treinadores mais carismáticos a trabalhar nos campeonatos da Associação de Futebol de Setúbal. As suas equipas quer perdessem quer ganhassem deixam sempre uma marca caracteristica do Luis. Aconteça o que acontecer nunca baixam os braços e lutam até ao fim. Apesar de muitas vezes atacado por quem não sabe , não conhece ou pode mais , o Luis nunca desistiu e foi com pena que muitos de nós o vimos trocar Setúbal por Lisboa. Apesar de tudo não deixo de acompanhar o percurso deste colega sempre pronto aos maiores sacrificios pelas suas equipes e sempre disposto a ajudar os outros. O ano passado quando precisei de fazer o relatório final do curso de nível II sabia a quem havia de pedir uma mãozinha para me ajudar. Ao Luis Proença tá claro que não me desiludiu dando-me uma orientação preciosa nesse trabalho. Por alguma razão uma das rádios aqui da zona que mais acompanha o futebol juvenil o distinguiu com um prémio pela sua dedicação e pela sua colaboração em prol do futebol jovem. É verdade que o Luis é muitas vezes polémico pela forma corajosa e frontal como diz certas verdades. Entre a malta do futebol dos pequeninos ninguém ficou indiferente à forma corajosa como pos a boca no trombone naquela célebre entrevista ao jornal a Bola denunciando o que se passava nos cursos de nivel III e IV da FPF. É esse o Luis que todos conhecemos e que nunca volta a cara à luta. Curioso é que no meio dos ataques que tem sofrido de quem não saba bem o que diz ou que sofre de mal de inveja poucos ou quase nenhuns tem vindo a esses blogues dar um apoio ao Luis. Não me lembro de ver um director , um treinador adjunto ou qualquer outra pessoa dar um apoio que fosse.Depois de uma vez mais ter visto alguém a faltar ao respeito a quem dá tudo pelo futebol juvenil e pelas suas equipas não aguentei mais. Tinha este dever de gratidão por alguém que me ajudou quando precisei.
Sei que tens força para aguentar tudo e todos mas aqui vai um abraço deste teu colega treinador.

João Ferreira (Arrentela-Sexal)

gustavo disse...

Vitória categórica da equipa de juniores do CAPP, a mostrar todo o seu valor e dedicação à camisola.

Quanto ao Sintrense, sei que a situação do plantel não é a melhor, e o que se passou na semana passada em Vila Franca é de lamentar.
O clube também vive grande instabilidade a nivel financeiro e administrativo.

Para finalizar, digo que ontem a nossa equipa foi a Sintra dar uma lição de humildade. Todos aqueles snobs e pseudo-senhores que moram na Serra e que se acham um maximo, e que ainda por cima menosprezam as pessoas do norte do concelho, chamando-nos de pedreiros (enfim, pedreiros fazem casas, nós transformamos mármore) e de saloios, foram à Piriquita comprar dois travesseiritos, mas ja com dois dias e com pouco açucar.

Saudações

Anônimo disse...

É isso tudo Gustavo , mas também é verdade que vi o mister do Sintrense dar os parabéns a alguns dos nossos jogadores no final do jogo e foi uma atitude porreira.

gustavo disse...

sim, sim, não condeno a atitude do treinador do Sintrense. Aliás, foi um sinal de reconhecimento da sua derrota.

Só disse que foi uma bofetada de luva branca para todos aqueles que menosprezam as dedicadas pessoas de Pero Pinheiro.
É claro que no meio de tanta mania, há sempre uma pessoa que se destaca dos outros pela positiva. Mesmo havendo jogadores no Sintrense que se acham um máximo, humildade há em todo o lado.
E o treinador Luis Proença teve uma boa atitude.

Saudaçoes

gustavo disse...

ah! e pela primeira vez assisti a uma arbitragem isenta em Sintra!
Geralmente a equipa da casa é beneficiada, e pelo que me constou, o jogo com o Ericeirense em casa foi uma, e usando a expressão, 'palhaçada'.

Mas a saga dos árbitros contra o CAPP já vem de longe.
Não me vou alongar mais.

Saudações

Pedro disse...

"Para finalizar, digo que ontem a nossa equipa foi a Sintra dar uma lição de humildade. Todos aqueles snobs e pseudo-senhores que moram na Serra e que se acham um maximo..."

Afinal não sou o único a achar isto, a falta de humildade existente, que transparece para as crónicas mais que tendensiosas sobre a equipa.
Se deixassem de olhar tanto para o umbigo ganhavam o respeito dos outros clubes e pessoas e deixavam de ser o clube "patinho feio" do concelho com a fama de clube de arrogantes.

janota disse...

O sintrense obviamente qe tem os seus problemas com jogadores lesionados e castigados mas o Pero pinheiro tambem tem os seus problemas e conseguiu ultrapassar da melhor forma...Penso que nao serve de desculpa...mesmo com uma defesa praticamente nova conseguiu nao sofrer golos,tambem devido a uma excelente exibicao do guarda redes nuno....abraço

Anônimo disse...

Parece que, em boa verdade, à equipa de juniores do sintrense não lhe foi permitido contar com jogadores que constituissem mais valias em termos de reforço do plantel. Parece que um certo coordenador não poderia conviver com o sucesso desta equipa.
Dir-se-á que são rumores... mas onde há fumo...

Anônimo disse...

Ao João Ferreira (Arrentela-Seixal)

É de louvar o reconhecimento que o trabalho do Luís Proença granjeou e granjeia pelos diferentes locais por onde tem passado.
Pessoalmente sou testemunha desse excelente trabalho porque o acompanho como seu treinador adjunto desde o início, desde Setúbal até Lisboa.
Como compreenderá, qualquer falta de respeito ao seu trabalho é extensível ás pessoas que com ele directamente trabalham.
Estando em perfeita consonância com o que disse, aceite apenas o reparo que o Luís não precisará nunca que os seus adjuntos o venham defender em público, pois isso, eventualmente, seria interpretado como sinal de fraqueza.
Deixo-lhe a certeza que a atitude dos seus adjuntos passará sempre pela dedicação e lealdade ao chefe de equipa, na prossecução da realização dos objectivos do clube que representamos e na defesa dos nossos jogadores.
Deixo-lhe ainda outra certeza, as faltas de respeito constituem para esta equipa técnica um estímulo adicional para a continuação do trabalho sério, dedicado e honesto que tentamos desenvolver.

Saudações desportivas.

Miguel Brito
(Treinador-Adjunto dos Juniores do SUS)

Anônimo disse...

Faço minhas as palavras do Miguel Brito que tem sido o meu braço direito imprescindivel nestes anos todos de futebol.
Aproveito para mandar um forte abraço ao João Ferreira (já o fiz telefónicamente) e para o pessoal de Vale de Milhaços , Arrentela e Seixal que vai acompanhando sempre e de forma interessada tudo que se passa para estes lados.

Luis Proença